Livro: Quem é Você, Alasca? (Looking For Alaska) | John Green | 2005

Um livro brilhante sobre maturidade, morte e o impacto que as pessoas exercem sobre nós. Difícil acreditar que John Green estava só começando

Depois de ter meu primeiro contato com John Green em Cidades de Papel, decidi que precisava ler os outros livros dele. Criei uma “escala de vontade” dentre seus livros e escolhi Quem é Você, Alasca? como o próximo. É curioso notar que este foi o primeiro livro que John Green escreveu, e logo em sua estreia, ele criou uma obra que aborda questões sérias, tem ideias e pensamentos extremamente relevantes e é de uma maturidade que não se vê em qualquer livro jovem adulto.

Conhecendo o personagem principal, Miles, um adolescente que muda de cidade e vai para um colégio interno em busca de algo que vá mudá-lo como pessoa (um “Grande Talvez”), já percebemos a maturidade tanto da história quanto dos personagens que aparecerão nas próximas páginas. Ao chegar em seu colégio novo, Miles não demora a fazer amizades com pessoas que, ele ainda não sabe, mas mudarão sua vida para sempre: Alasca Young, Chip Martin (que prefere ser chamado de Coronel), Takumi Hikohito e Lara Buterskaya.

Mais uma vez, Green cria personagens que te cativam logo de cara, principalmente pela maturidade com que falam e agem. Eles são estudiosos e leitores de Literatura canônica (existem diversas citações), debatem religião e morte (e como as duas se entrelaçam) e em Alasca encontramos uma garota extremamente feminista. Claro, tudo com uma linguagem que dialoga muitíssimo bem o seu público-alvo: os jovens. Em determinado momento, Alasca e Miles assistem juntos a um filme pornô e a menina faz um discurso traçando um paralelo entre o feminismo e o retrato das mulheres na indústria pornográfica.

A religião, a morte e suas diferentes interpretações também são pautas constantes em Quem é Você, Alasca? e geram devaneios muito pertinentes, que cumprem seu papel: fazer com que o leitor reflita junto. A morte, principalmente, é algo que permeia sombriamente durante toda a obra, ela está sempre ali, na espreita, sendo falada, discutida ou citada (“Vocês fumam para saborear, eu fumo para morrer.”, diz com convicção um dos adolescentes). No personagem Coronel, aborda-se outra uma questão interessante: a forma como nos mostramos para as pessoas e como você realmente é quando está longe delas; em outras palavras, como nossa armadura é perfurada ao nos abrirmos sobre assuntos como relações familiares, por exemplo.

Por todas as questões abordadas, de forma honesta, inteligente e sem parecer forçada, Quem é Você, Alasca? é uma história que com certeza vale a pena ser lida. John Green dialoga muito bem com os leitores sem nunca subestimar a inteligência deles, o que faz com seu livro não se destine apenas a uma faixa etária – qualquer um poderia ler esta obra tranquilamente. Afinal, são tantas questões abordadas e maduras reflexões que cada pessoa pode enxergá-las de forma diferente. E não são todos os autores que conseguem criar uma história cativante abordando temas delicados como aqui, é necessário talento. E isso John Green tem de sobra.

5

Anúncios

Um comentário sobre “Livro: Quem é Você, Alasca? (Looking For Alaska) | John Green | 2005

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s